Crescimento no Seguro Automóvel da TOKIO MARINE

Marcelo Goldman - Diretor-Executivo de Produtos Massificados
Marcelo Goldman – Diretor-Executivo de Produtos Massificados

 

A Tokio Marine Seguradora , subsidiária de um dos maiores grupos de seguros do mundo, registrou crescimento de 32% nas vendas do Seguro Automóvel no primeiro trimestre de 2015, em relação ao mesmo período do ano anterior. A Companhia é destaque no segmento, apresentando o melhor desempenho no mercado brasileiro nos últimos três anos entre as principais empresas, de acordo com dados da Superintendência Nacional de Seguros Privados (Susep).

“A Tokio Marine tem uma agilidade muito grande para implantar novos produtos e serviços, visando sempre a melhoria na qualidade da entrega, o que atrai a cada dia novos Clientes e Corretores para trabalhar com a Companhia”, afirma o Diretor-Executivo de Produtos Massificados da Seguradora, Marcelo Goldman.

A expectativa do executivo é manter o crescimento da carteira de Automóveis até o final deste ano. No portfólio, estão incluídos os seguros Auto, Auto Clássico, Auto Frota, Caminhão e Utilitário Carga. Desde 2011, a Tokio Marine trabalha fortemente para aumentar e solidificar sua participação no ramo. Dobrou seu market share de 3% para cerca de 6% e teve um significativo aumento da produção: de R$ 640 milhões, em 2011, para cerca de R$ 1,857 bilhão, em 2014.

Fonte: Segs.com.br

Pernambuco produz sua gasolina

Decal começa a produzir gasolina em Pernambuco

 

Pernambuco produz sua gasolina. Decal anuncia que começa nesta segunda­-feira a fabricação do combustível do tipo A. Capacidade é de 100 mil m³ por mês. A companhia italiana Decal vai começar a produzir gasolina no Porto de Suape a partir da próxima segunda-­feira. A expectativa é de produzir mensalmente 20 mil metros cúbicos de gasolina A (sem álcool anidro) por um período de três meses, considerado de “testes”. A empresa pode fabricar até 100 mil m³ por mês do combustível. “A nossa capacidade é de atender todo o mercado de Pernambuco”, explica o administrador geral da Decal no Brasil, Jorge Lemos.

Atualmente, o Estado consome cerca de 110 mil metros cúbicos de gasolina C, aquela que tem a adição de álcool anidro. A entrada em operação da Decal é considerada um marco no País, porque até então somente quatro processadores fabricam a gasolina a partir da nafta e a sua capacidade de produção é somente de 84 mil metros cúbicos mensais. “O petróleo e os seus derivados são um dos vilões da balança comercial do País. Com o começo da nossa operação, a Petrobras pode usar mais matérias ­primas nacionais e deixar de importar uma parcela da nafta e da gasolina. Também é mais fácil atender a logística a partir de uma produção local”, comenta Lemos. Nesse caso, transporte também é mais barato do que o internacional.

Na operação, a Petrobras compra a nafta e entrega à Decal, que a transforma em gasolina. A primeira remessa da matéria­prima chegou esta semana e veio da Argélia e do Paraná, somando um total de 28 mil metros cúbicos do produto. Depois que a gasolina estiver pronta, vai passar pelos testes de laboratório e certificações exigidos pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), que serão realizados no Rio Grande do Norte inicialmente. “No entanto, já nos informaram que esses equipamentos serão instalados na Refinaria Abreu e Lima (Rnest) para fazer esses testes localmente”, conta. Também instalada em Suape, a Refinaria Abreu e Lima (Rnest) está produzindo nafta.

“A perspectiva é de que no início de maio a gasolina fabricada em Suape chegue às distribuidoras”, afirma Lemos. A Decal trabalha com a Petrobras armazenando combustíveis em Suape desde 2005. Atualmente, o terminal da empresa tem a capacidade de armazenar 156 mil metros cúbicos. Desse total, o espaço de 52 mil metros cúbicos de tancagem será destinado ao processamento da gasolina. A empresa contratou mais cinco pessoas para realizar a operação, porque o processo é muito automatizado.

EXPANSÃO

A Decal do Brasil tem um projeto de expansão do armazenamento de combustíveis em Suape, com a implantação de tanques que somariam uma capacidade para estocar mais 232 mil metros cúbicos de combustíveis, totalizando cerca de 400 mil m³. Isso demandaria um investimento estimado em R$ 250 milhões. O projeto foi entregue em setembro do ano passado aos órgãos do governo federal que liberam a aprovação de novos investimentos nos portos: a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) e a Secretaria Especial de Portos (SEP). A primeira analisa o processo e a segunda concede a autorização para a realização do empreendimento.

Fonte: Jornal do Commercio

Arco é prioridade no encontro com Dilma

 

Paulo_c_mara_32

 

Arco é prioridade no encontro com Dilma – O governador Paulo Câmara (PSB) aproveitará ainda da presidente Dilma Rousseff (PT) para cobrar a conclusão das obras do arco Metropolitano, projeto e ligação direta entre oiana e Suape. O socialista receberá pela primeira vez a gestora no Estado, desde que foi eleito chefe do executivo estadual. A petista participará da inauguração a fábrica FIAT, na próxima terça-feira, em Goiana, na Zona da Mata Norte. A enfeitoria é considerada estratégica para transportar produção da empresa e estravar o trânsito na região Metropolitana do Recife.

Contudo, Paulo Câmara admitiu que o seu pleito encontrará dificuldades diante dos problemas do Governo Federal. “É evidente que queremos ter algumas respostas. Ela já se colocou em relação à aprovação do ajuste fiscal para avanço das obras, mas ela vai ver pessoalmente que o Arco Metropolitano é urgente e precisa de solução imediata. Vamos conversar isso com ela para ver a necessidade da obra sair do papel”, cobrou Câmara.

Apesar das dificuldades para destravar o Arco Metropolitano, o governador se mostrou otimista com os investimentos na Região. “A indústria automobilística vai agregar um valor enorme a nossa economia. Temos a satisfação de receber a presidente Dilma e ter a oportunidade de conversar”, avaliou.

 

Comentario da Diretoria 

O Arco Metropolitano é sem duvida grande expansão da malha que circunda o Grande Recife. A existencia do Arco certamente atrairá empresas para mais investimentos no NE sobretudo nas areas atingidas  pelo Arco pelo beneficio direto no modal de transportes de cargas entre os estados do Nordeste. Portanto, todo apoio ao nosso governador na viabilização total do projeto. 
Antônio Medeiros

 

Página 60 de 85« Primeira...102030...5859606162...7080...Última »

Sem anúncio

%d blogueiros gostam disto: