Etanol ainda é mais vantajoso

Queda no preço do etanol na bomba em MG é o maior do país em julho

 

Depois de mais um reajuste na gasolina neste ano, dessa vez de 6%, acompanhado pelo aumento de 4% no diesel nas refinarias, alguns postos de combustíveis de Pernambuco á subiram os preços do produto, o que está fazendo a procura pelo etanol aumentar. Segundo a ANP, o preço médio do litro do combustível e cana no Estado está em R$ 3,39, enquanto a gasolina fica a média em R$ 3,44.

Dos 16 estabelecimentos pesquisados pela reportagem da Folha de Pernambuco, na última terça, em 11 foi possível constatar a vantagem do etanol, considerando a ‘regra dos 70%’. cálculo pode ser feito dividindo o preço do etanol pelo da gasolina, se o resultado for até ,70, o etanol é mais vantajoso.

O preço mais em conta fez com que oito em cada dez consumidores do posto Shell na Avenida Militar, no Bairro do Recife, prefiram o álcool. “Passamos um tempo sem trabalhar com etanol, contudo devido à demanda e aos preços competitivos estamos retomando as operações”, disse o gerente George José Gomes. Por lá, o litro do etanol custa R$ 2,59 e a gasolina passou de R$ 3,29 para R$ 3,69.

Em Olinda, o posto BR do bairro de Santa Tereza cobra R$ 3,69 pela gasolina e R$ 2,59 (na relação 0,70) pelo álcool. No Posto Setta, em Afogados, o litro do álcool custa R$ 2,32, ante aos R$ 3,46 cobrados pelo litro da gasolina.

O presidente do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool (Sindaçúcar-PE), Renato Cunha, ressalta que as vantagens do biocombustível se sobrepõe à conta matemática. “É um combustível mais limpo e, com os carros flex, o consumidor pode fazer a sua opção”, frisou, acrescentando que o preço pode variar acompanhando o aquecimento da procura.

O taxista Manoel Neto fez as contas e está aproveitando o momento favorável para abastecer o tanque com álcool. “A maioria dos motoristas está correndo da gasolina”, contou. O presidente do Sindcombustíveis-PE, Alfredo Ramos, diz que, apesar de não haver um aumento em todos os postos de gasolina, a elevação de preço não foi uma decisão dos revendedores, mas um repasse de custos necessário.

Fonte: http://www.folhape.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: