Governo não irá construir novo centro de convenções

O Governo do Estado desistiu de construir um novo centro de convenções em Pernambuco. O formato de Parceria Público-Privada (PPP), que seria utilizado para a construção do novo espaço, será apenas para a modernização do atual Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. As informações são do secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco (Seturel-PE), Felipe Carreras, que voltou atrás no que disse, quando afirmou à reportagem da Folha de Pernambuco que “um novo equipamento de eventos seria construído”, conforme matéria publicada em 8 de julho do ano passado. “Não vamos fazer um novo equipamento. Estamos estudando uma PPP para requalificar o já existente”, disse.

Apesar da desistência do Governo, um novo centro de convenções chegará ao Estado em dois anos por meio da iniciativa privada. O novo espaço está sendo construído pelo Cone Suape e será instalado no Cone Multicenter, um equipamento voltado para o setor de serviços localizado no Cabo de Santo Agostinho. “Já estamos na fase final de terraplanagem”, disse o diretor de Negócios da Cone S/A, Fernando Perez. Ao todo, o empreendimento, que também abrigará um hotel da bandeira Tryp, um shopping, uma policlínica e uma área para escritórios, receberá um aporte de cerca de R$ 300 milhões. O novo centro de convenções terá 21 mil metros quadrados (m²) de área, dos quais 14 mil m² serão para eventos abertos. “É possível realizar três eventos simultâneos”, complementou.

Sobre a questão do acesso, um impasse do Cecon-PE, Perez destacou que o novo centro de convenções será instalado em um local próximo à rotatória do Hospital Dom Hélder Câmara. “Nesse local, temos a BR-101 Sul, a PE-60, a Express Way e, em breve, o Arco Metropolitano como saídas, diferentemente do centro de convenções de Olinda”. Questionado sobre se o novo espaço pode acabar fazendo com que o já existente caia em desuso Carreras foi categórico: “Nosso espaço é consolidado e respeitado pelo mercado nacional e internacional. Temos uma demanda per manente e esse novo equipamento vem para comple mentar o atual”. O equipamento terá capacidade para receber cerca de 150 mil visitantes por dia e irá desafo gar a agenda sobrecarregada do Cecon-PE, segundo Perez. “Discutimos o projeto com a secretaria de Turismo do Estado, que argumenta que esta segunda opção vai oferecer maior disponibilidade para novos eventos”, disse.

Folha resume

O Governo do Estado não irá mais construir um novo centro de convenções, como havia prometido. Agora, busca parceria privada para reformar o já existente. Por sorte, conta com a vinda de outro empreendimento do tipo, no Cabo de Santo Agostinho, com recursos privados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: