iOS 9 deve tornar aparelhos mais seguros e inteligentes

 

iPhone 6 Plus

 

Ao que tudo indica, a palavra de ordem agora é segurança. Entre os boatos que surgiram durante o final de semana, nada de novas funções, mas sim preocupação não apenas com os usuários e as informações dele e a proteção da plataforma, dificultando o processo de jailbreak.

A implementação de um sistema chamado “Rootless” impediria o acesso aos arquivos protegidos e de sistema do iOS, bloqueando alterações feitas por terceiros. Assim, não apenas ficaria mais difícil desbloquear o celular para instalação de aplicativos de terceiros ou conteúdo não regular da Apple, mas também a invasão da plataforma por hackers e softwares maliciosos, que tentam acessar os dados confidenciais dos usuários.

Quem tem aparelhos mais antigos também parece ter motivo para comemorar, já que uma das preocupações atuais da Apple seria garantir que mesmo dispositivos do passado funcionem bem com o iOS 9. O corte de dispositivos também seria menor desta fez, com até mesmo o iPhone 4S e a primeira geração do iPad Mini sendo capazes de receber o update.

Outra novidade relacionada à segurança daria ao iOS 9 a possibilidade de diferenciar a forma de se trabalhar com conexões Wi-Fi seguras ou não. Por exemplo, quando uma rede é configurada como segura, o iPhone ou iPad trabalha com um nível de criptografia mais baixo, que melhora o desempenho do aparelho e amplia o seu potencial de conectividade.

Por outro lado, quando ligados a um Wi-Fi público ou que, por algum motivo, seja pouco confiável, os dispositivos podem tomar passos adicionais em termos de segurança. Uma conexão com maior criptografia, por exemplo, impediria a interceptação de dados por terceiros, enquanto algumas de suas funções podem não funcionar para proteção dos próprios utilizadores. O mesmo valeria para o Mac, que, seguindo os princípios de compatibilidade da fabricante, também receberia algumas funcionalidades semelhantes às do iOS.

Fonte: canaltech.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: