Shineray amplia fábrica em Suape

 

A Shineray vai ampliar a fábrica recém-inaugurada no Complexo de Suape. Serão R$ 60 milhões investidos na implantação do laboratório técnico dos modelos fabricados na unidade, além de aumento do bloco de logística/estocagem. A nova área terá 40 mil metros quadrados e, com a “antiga”, chegará a 100 mil metros quadrados de área coberta, dentro do terreno de propriedade da montadora de 200 mil metros quadrados. De acordo com o diretor-presidente, Paulo Perez, a obra de terraplanagem começa nos próximos dias e tem previsão de durar 18 meses, segundo calendário do projeto inicial.

A unidade, que inaugurou a operação há três meses para fabricar 20 modelos de ciclomotores, triciclos e quadriciclos da marca, já emprega 240 pessoas e prevê entrar 2016 com mais 100 empregos diretos. Mais 200 trabalhadores entre diretos e indiretos serão integrados na planta total. As famosas cinquentinhas estão na linha do grupo e chegarão ao mercado a partir de R$ 4,9 mil.

Recursos
O investimento sai, além do cofre próprio da indústria, de um financiamento fechado com o Banco do Nordeste, no valor de R$ 94 milhões, que inclui saldo do investimento na primeira etapa. “Nessa segunda etapa, além da maior capacidade de armazenamento, vamos tirar do papel uma etapa importante, que é o centro que vai validar, entre outros pontos, os requisitos de controle de emissão de gases poluentes de todos os produtos que são produzidos na Shineray do Complexo de Suape. São os testes de montagem, armazenagem e qualidade”, destaca Perez. “Tudo que é feito hoje na China, na unidade que aprova os protótipos, avalia os ensaios, até chegar a aprovação do modelo que vem para a linha de produção, vai ser centralizado aqui. Nessa fase, chegaremos ao nível de importação mínima”, complementou, citando que, hoje, 20% da montagem é feita na unidade, dentro do plano de ação de chegar até o fim de dezembro de 2015 montando 100%.

A montadora Shineray tem previsão de produzir, anualmente, 250 mil unidades na planta de Suape, que reuniu investimentos de R$ 130 milhões na primeira etapa já inaugurada. Trata-se da primeira planta da montadora fora da China e a única planta montadora de motos fora da Zona Franca de Manaus, região que atua sob regime diferenciado de tributação. “Pedimos e solicitamos articulação política para algumas adequações na tributação que incide sobre a Shineray. Mas em tempos de crise nacional, nada de previsibilidade nos deixa animado para esperar benefício fiscal dentro de um cenário de governo que anuncia aumento de imposto”, destaca. O pleito é redução da alíquota do IPI de 35% para 5%

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: